Tire suas duvidas sobre o empréstimo com garantia de imóvel
4.7 (93.33%) 3 votes

O empréstimo com garantia de imóvel é uma das modalidades de empréstimos disponíveis no mercado financeiro.

Com este serviço é possível utilizar imóveis – casa, apartamento ou comércio, como garantia de pagamento de crédito emprestado. 

Este empréstimo funciona basicamente como o empréstimo com garantia de veículo.

Mas ao invés de usar um automóvel como garantia, será usado um imóvel.

Para solicitar o serviço é preciso que o bem esteja quitado e no nome do solicitante.

Ao deixar um bem como garantia, o mesmo ficará alienado. Mas nesta modalidade de empréstimo é possível usar, alugar ou vender o imóvel. 

Para a venda de um imóvel alienado é necessário que o proprietário do bem quite a dívida ou que o novo dono assuma o débito.

Todo o processo deve ser documentado em contrato e registrado no cartório.

Como contratar este empréstimo

A contratação deste empréstimo acontece em quatro etapas: solicitação, análise de crédito, análise jurídica e avaliação do imóvel e assinatura do contrato.

  • Solicitação: para solicitar o empréstimo é feito uma simulação que, atualmente é possível ser realizada no site da instituição. Basta preencher alguns dados requeridos pela empresa;
  • Análise de crédito: após a solicitação, é feita uma análise da situação financeiro do solicitante. O objetivo desta análise é conferir se a pessoa tem condições de arcar com as parcelas do empréstimo;
  • Análise jurídica e avaliação do imóvel: assim como os documentos entregues para a contratação do serviço, o imóvel também passa por uma análise. A vistoria do imóvel é realizada para garantir as condições e o valor do bem;
  • Assinatura do contrato: após todas as etapas anteriores serem cumpridas e o empréstimo ser liberado, o contrato chamado de Célula de Crédito Bancário (CBB) é emitido e assinado. Além disso, o imóvel deve ser cadastrado no cartório e o contrato entregue ao banco.

Para a solicitação e contratação do empréstimo com garantia de imóvel são necessários alguns documentos do proprietário e do imóvel.

O solicitante precisa apresentar o RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, comprovante de residência e comprovante de renda – holerites, extratos de conta bancário ou declaração de imposto de renda completo.

Em relação ao imóvel, é preciso apresentar a Certidão de Matrícula do Imóvel, cópia da capa do Imposto Sobre Território Urbano (IPTU) e Certidão Negativa de Tributos Imobiliários.

Bancos e empresas que oferecem este serviço

  • Banco do Brasil: com valores entre R$5 mil a R$5 milhões, o serviço é destinado a cliente pessoa física do banco. O valor do empréstimo pode chegar até 50% do valor do imóvel – residencial urbano, quitado e livre de ônus. As prestações são fixas e o prazo pode ser de até 120 vezes. As taxas de juros variam entre 1,75% a 1,92% ao mês;
  • Caixa Econômica Federal: o valor mínimo de empréstimo é de R$20 mil a 50%, mas pode variar de acordo com as condições de pagamento e o relacionamento com a Caixa. O pagamento pode ser efetuado em até 240 vezes e as taxas são de 2,5 ao mês;
  • Santander: com crédito de R$30 mil a R$2 milhões e limite de 60% do valor do imóvel. O pagamento pode ser feito em até 20 anos e os imóveis devem ter garantia a partir de R$70 mil. O banco também permite o cliente a ficar sem pagar uma prestação;
  • Itaú: com empréstimo de crédito de até 60% do valor do imóvel, o valor pode chegar até R$3 milhões. O pagamento tem um prazo de 10 anos e os valores das parcelas vão diminuindo com o tempo. As taxas de juros varial, mas são a partir de 1,24% ao mês;
  • Creditas:  fundada em 2012, a Creditas já realizou um milhão em solicitações de créditos. Com valor mínimo de R$30 mil, nessa modalidade de empréstimo o cliente consegue crédito de até 60% do valor do imóvel. O prazo para pagamento vai de 60 a 180 meses, com 0,99% de taxa ao mês;
  • BCredi: empresa do ramo de financiamento, a BCredi já atendeu mais de 5 mil clientes, realizando mais de R$700 milhões de créditos imobiliários contratados. Para a contratação do serviço, o imóvel precisa valer, no mínimo, R$150 mil. O empréstimo é de R$30 mil a R$2 milhões, com prazo de pagamento de até 80 meses, com taxa a partir de 1,09% + IPCA ao mês.

Em caso de não pagamento da dívida, o solicitante do empréstimo corre o risco de perder o bem, que vai à leilão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui